Como ficar 20 anos mais jovem?

March 26, 2019

 

Você sabia que existem ativos que compõe alguns dermocosméticos que são, comprovadamente, mais eficazes, pois possuem componentes deglicantes em sua formulação? São produtos que contribuem para reverter o processo de glicação avançada provocado pelo consumo de grandes quantidades de açúcar, mesmo que essa dieta tenha sido mantida por anos.

 

Por isso, não podemos falar sobre o envelhecimento ou abordar tratamentos eficazes para rejuvenescer a pele sem abordar o tema dieta. Isso porque o estilo de vida adotado e os alimentos consumidos são fatores relacionados à saúde da pele, principalmente em longo prazo.

 

Assim, antes de compartilhar as minhas dicas com você, entenda como alguns ingredientes presentes na sua alimentação exercem influência direta sobre o envelhecimento da sua pele, contribuindo para que ela perca a elasticidade, brilho e firmeza naturais. Vamos lá!

 

Como os alimentos podem influenciar os processos envolvidos no envelhecimento do organismo?

 

A dieta desempenha um papel central na forma como o organismo envelhece. As facilidades da vida moderna trouxeram muitos hábitos alimentares ricos em gorduras e açúcares, principalmente das comidas industrializadas, que ultrapassam as taxas recomendadas por médicos e nutricionistas.

 

Assim, o consumo de açúcar, seja na sua forma pura ou através de alimentos como os pães, pizzas, massas, arroz e outros pratos que contenham farinhas, é presente em quase todas as refeições feitas diariamente, o que gera um consumo excessivo desse ingrediente.

 

Como o excesso de açúcar e gordura provoca a glicação?

 

Entre os problemas causados por esses hábitos pouco saudáveis, por exemplo, estão os inúmeros desequilíbrios causados no organismo: diabetes, colesterol, cáries dentárias, pressão alta, entre outros.

 

Grande parte das pessoas sabe dos prejuízos que o açúcar traz para a saúde. Entretanto, não é muito difundida a informação de que o açúcar contribui - e muito - para outro fator: o envelhecimento acelerado.

 

Contudo, é importante ressaltar que o açúcar não é o único responsável por um envelhecimento mais acelerado. Os alimentos ricos em gorduras trans e saturadas também contribuem para a glicação. Os defumados e pratos industrializados prontos que apresentam diversos corantes e componentes artificiais são igualmente prejudiciais.

 

Por que isso acontece? Quando ingerimos o açúcar e ele cai na corrente sanguínea há um aumento exagerado de glicose que, por sua vez, começa a se aderir às proteínas estruturais como o colágeno e a elastina, que estão envolvidas em diversos processos biológicos.

 

Essas ações são naturais e fazem parte de um organismo saudável, entretanto, se a glicose for produzida em excesso surge um desequilíbrio que acelera a degeneração das proteínas de colágeno e elastina que estão presentes em maior quantidade na derme, uma das camadas da pele.

 

Qual é o papel da glicação no envelhecimento da pele?

 

As camadas da pele são semelhantes a um colchão de molas ensacadas: enquanto todos os componentes estão intactos, o conforto é completo, mas quando há um desgaste em uma das estruturas, o almofadado não é mais tão firme e macio como antes.

 

O colágeno e a elastina funcionam da mesma maneira: com o passar do tempo essas proteínas passam por uma degeneração natural e gradual, entretanto, o excesso de açúcar faz com que esse processo seja acelerado.

 

Imagine diversas moléculas de glicose se aderindo às fibras de colágeno e enrijecendo-as: o que acontece a seguir é a perda parcial da maleabilidade que uma pele jovem costuma ter.

 

Todos nós iremos vivenciar esse processo, pois se trata de algo natural e previsível, mas as atitudes adotadas no decorrer do caminho podem fazer uma diferença que seja, realmente, significativa para atrasar essa degeneração da pele.

 

Além disso, é importante ressaltar que os efeitos do consumo de açúcar na pele aparecem com o passar do tempo. Se eu beber, por exemplo, um copo de suco de laranja, em alguns dias o meu organismo iniciará o processo de glicação, que em excesso pode prejudicar a formação do colágeno e tornar a pele flácida.

 

O que é a glicação avançada?

 

A glicação é uma das principais causas de envelhecimento cutâneo que ocorre quando o excesso de moléculas de glicose se liga as fibras de colágeno e elastina, promovendo os Age´s, responsáveis pelo enrijecimento e degradação das fibras dérmicas, perda de elasticidade e formação de rugas.

 

Os agentes glicantes são encontrados principalmente em alimentos açucarados, o que significa que o consumo de açúcar pode acelerar o envelhecimento da pele.

 

A pele quando vítima da glicação sofre muito e apresenta diversos sinais, além de rugas e linhas de expressão, podemos destacar o tom amarelado e sem vida.

 

Não podemos dizer que somente o açúcar é o único responsável por glicêmico desencadear este processo, ingerir carboidratos em excesso ou alimentos com alto índice ou ainda ricos em gordura saturada ou trans também favorecem a reação de Glicação, além de produtos defumados ou prontos, que já possuem AGEs em sua composição devido a adição de corantes, conservantes entre outros que favorecem o envelhecimento da pele.

 

Hoje já temos Dermocosméticos no mercado com uma proposta de tratamento, prevenção e reversão da glicação avançada em 20 anos.

Conheça alguns ativos que atuam diretamente neste processo de prevensão e reversão da glicação avançada:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Mezzo Dermocosméticos lançou recentemente a linha Coll Repair, um sistema de tratamento de prevenção e reversão da Glicação Avançada. Atua em 3 passos, em diferentes níveis: Epiderme, União Dermo-epidérmica e Derme

 

Formulado com uma potente combinação de ativos, possui Tecnologia Desglic Reverse, através de uma ação desglicante e antiglicante reverte a Reação de Maillard na pele (Glicação), uma das principais causas de envelhecimento cutâneo.

 

O que é Collrepair (Tecnologia Desglic Reverse)?

 

Desenvolvido pela química alemã Basf, o desglicante Collrepair™ DG é um blend, que combina uma molécula pura (niacina – vitamina B3) com um ingrediente natural (Salvia miltiorrhiza). Juntos, esses ativos são capazes de tornar a pele mais jovem. Um estudo clínico comprovou que o ingrediente consegue reverter em 20 anos o colágeno que foi perdido. Outro estudo clínico, feito por quatro meses com mulheres entre 45 e 60 anos, mostrou que o ativo é capaz de melhorar em 6% a elasticidade da pele e em 6% a sua tonalidade, o que corresponde a um rejuvenescimento de 17 anos na aparência cutânea.

 

Benefícios:

 

​Cientistas acabam de desenvolver o primeiro ativo cosmético no mundo capaz de reverter o processo de glicação. Ele ocorre quando uma molécula de glicose se une a uma de proteína (como colágeno e elastina da pele), deixando essas proteínas sem função. O consumo de açúcar é um dos principais fatores que desencadeiam esse processo. “Como essas proteínas são responsáveis por manter a pele firme e jovem, essa desestabilização promove a formação de rugas e causa a perda de elasticidade e tonicidade da pele, além de deixa-la mais amarelada”,

 

Coll Repair preenche e diminui as rugas, previne a formação de novas, reverte os efeitos do açúcar na pele, promove clareamento, reduz a aparência amarelada da pele e devolve jovialidade e luminosidade ao tecido. Resultados visíveis na primeira aplicação.

 

 

Cada vez mais a rotina de cuidados com produtos antiglicantes torna-se indispensável no dia a dia para se manter uma pele sempre jovem, com viço e blindada contra os efeitos do açúcar, além é claro de uma alimentação saudável e balanceada.

 

Não tem como errar! Combinando uma alimentação saudável e os dermocosméticos certos você vai ter uma pele linda! Acesse o link e encontre a solução para rejuvenescer 20 anos

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload